Notícia

Você sabe quais são os riscos da pirataria dentro da sua empresa?

13/06/2019

O professor Wagner, do curso de TI aqui da CD6 – Centro de Desenvolvimento de Pessoas e Negócios preparou um artigo super legal sobre este assunto. Então atenção, pois é um assunto muito importante e não muito divulgado por ai.

pirataria, software pirata, software legalizado                       

 

Todo empresa lida com custos e o capital gerado por ela tem destino certo para muitos tipos de necessidades, e muitas das vezes algumas não menos importantes ficam de fora, como, por exemplo, os softwares que são utilizados em diversos tipos de processos dentro da empresa. Alguns programas podem ser gratuitos, mas boa parte das licenças são extremamente caras dependendo do ramo da empresa ou, mesmo que não seja um valor tão alto, dificilmente são colocadas dentro dos custos básicos, isso se deve ao pouco ou nenhum conhecimento que a empresa tem a respeito do uso irregular de softwares dentro de seu estabelecimento, muitos desses lugares resolvem então piratear os softwares.

Para quem acha que a multa é o único risco ou único problema que irá enfrentar ao cometer essa irregularidade está muito enganado.

Existe uma organização que representa os fabricantes de software, ela se chama BSA (Business Software Alliance ), após uma pesquisa que foi feita aqui no Brasil estima-se que 46% dos softwares utilizados aqui não são devidamente licenciados, o que soma cerca de 1,7 bilhões de reais em programas ilegais.

 

 

E como funciona um software ilegal?

 

Um software “pirata” também conhecido como “programa crackeado” tem o seu código alterado para ignorar a verificação de autenticidade do fabricante. Este tipo de alteração pode causar alguns problemas durante o uso do programa, tais como: o não acesso a todos os recursos do software, travamento, fechamento inesperado, entre outras coisas, onde talvez toda culpa seja colocada no computador e não no programa pirata.

Uma outra coisa muito importante é sobre o tipo de código que foi utilizado na criação desses crackers, pois podem ter sido modificados para dar acesso a recursos específicos do seu computador, possibilitando assim algum tipo de invasão e roubo dos seus dados pessoais.

Tendo em vista que não há atualização de versão, também  não há correção dos bugs mais comuns em todos os softwares. Outro fator bem complicado é que a procura por esses programas já crackeados ou mesmo os próprios cracks, dentro dos sites, podem ocasionar grandes dores de cabeça, pois podem exibir mensagens e páginas que podem parecer reais mas na verdade não passam de páginas falsas que simulam conteúdos reais para simplesmente enganar usuários desatentos e/ou inexperientes, podendo ser induzido a instalar softwares maliciosos.

Além disso tem o inevitável problema jurídico que a empresa vai enfrentar ao fazer uso de softwares ilegais em sua empresa, podendo assim arcar com multas altíssimas e até mesmo o cancelamento do CPF, existiram algumas empresas que não aguentaram as multas, e ai, já sabem o resultado!.

Nesse caso, invista um pouco mais, e adquira sempre softwares originais, que oferecem total apoio e manutenção.

Se tiver alguma dúvida pode entrar em contato com a CD6, que ficaremos felizes em sanar suas dúvidas.

 

 

Prof.:

Wagner Luciano 

Voltar